• Fisiotorres

Fisioterapia em condições neurológicas

Quando se fala de lesão neurológica: AVC´s, traumatismos cranianos, lesões vertebro- medulares, esclerose múltipla, Alzheimer ou Doença de Parkinson, são alguns dos diagnósticos que mais preocupam utentes e cuidadores. Correspondem, geralmente, a um diagnóstico pesado, associado à perda de função ou de autonomia.

A Fisioterapia, em qualquer um dos casos mencionados, tem um papel importantíssimo para a reabilitação, manutenção de capacidades, controlo de sintomas e da progressão da doença (no caso das doenças neurodegenerativas como é exemplo a Doença de Parkinson e o Alzheimer) ou adaptação à nova condição.

Na Fisiotorres, a Fisioterapia em condições neurológicas é realizada segundo o Conceito de Bobath.

Trata-se de uma intervenção baseada no estudo do movimento humano e nas mais recentes descobertas da neurociência. O Fisioterapeuta trabalha como um treinador. Com base na avaliação postural, na dinâmica do movimento e nas áreas de lesão cerebral específicas de cada utente, define planos de intervenção que visam atingir a concretização de uma tarefa ou diminuir as compensações no desempenho da mesma.

Para além de se preocupar com a concretização do objetivo final, no Conceito de Bobath preocupamo-nos também com o padrão e os métodos usados até lá. Alcançar padrões de movimento mais próximos do normal, aumenta a segurança, a funcionalidade e consequente autonomia do utente.

A frequência e o tempo de duração do tratamento em Fisioterapia é muito variável, no entanto, em qualquer uma das situações, uma intervenção precoce é fator preditor de melhores resultados.



20 visualizações
  • b-facebook
  • Instagram - Black Circle