• Fisiotorres

Cinesioterapia Respiratória

As doenças respiratórias crónicas são responsáveis por 12,4% dos óbitos e constituem a terceira causa de morte em Portugal, atrás das doenças cardiovasculares e do cancro, segundo o Relatório do Programa Nacional de Doenças Respiratórias. No entanto Portugal é dos países da EU onde existem menos internamentos em doenças respiratórias como asma e DPOC, apesar de as pneumonias constituírem a principal causa de mortalidade por doença respiratória em Portugal, colocando-nos como o país com a mais elevada taxa de mortalidade por pneumonias nos países da OCDE.

Um despacho da AR determina que as Administrações Regionais de Saúde (ARS) devem assegurar, em todos os utentes do SNS, a existência de acesso a espirometria e a tratamentos de reabilitação respiratória com a implementação da mesma nos Cuidados de Saúde Primários, o que é revelador da importância da reabilitação respiratória na prevenção e tratamento dos problemas de saúde respiratórios em Portugal.

A fisioterapia terá um papel essencial na reabilitação respiratória, e este papel acentua-se na diminuição da morbilidade da população adulta em Portugal. Para tal utiliza um conjunto de técnicas que visam a remoção de expectoração acumulada nas vias aéreas e a manutenção ou aumento da expansibilidade pulmonar.

Em utentes com patologias de base como DPOC, bronquite crónica ou asma, a prevenção é essencial. Deverão fazer tratamentos regulares, mesmo sem quaisquer sintomas, por forma a minimizar a probabilidade de poderem agravar a sua condição e evitar o desenvolvimento de outras complicações como constipações, pneumonias e afins. Se a prevenção não for eficaz e houver um aparecimento de sintomas respiratórios como tosse, corrimento nasal ou ruídos respiratórios audíveis, deverão iniciar tratamentos o mais rapidamente possível por forma a não agravar a sua condição. O pior cenário possível será o aparecimento de pneumonias, a maior causa de morte por problemas respiratórios em Portugal, em que morrem 23 pessoas por dia num universo de 150.000 novos casos por ano.

Após um caso de pneumonia, todas os utentes deveriam fazer fisioterapia respiratória, em especial todos os utentes que já possuem problemas respiratórios de base. A reabilitação é fundamental para o restabelecimento do funcionamento em pleno do trato respiratório, para que as zonas afectadas não fiquem com limitações, e aumentem a probabilidade de nova infecção respiratória.

Muitos dos utentes que passam por uma infecção respiratória não são encaminhados para a fisioterapia pelo médico assistente, no entanto poderão e deverão ser avaliados pelo fisioterapeuta para saber qual a situação funcional dos pulmões, e se beneficiariam de algumas sessões para que a recuperação seja total.



  • b-facebook
  • Instagram - Black Circle